.: Dezembro 2010
.

um blog, aqui. uma peça, atualmente em cartaz. um filme, em algum lugar do futuro. músicas e sentimentos, em toda parte.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

por aí, baby, te esperando, eu sei que é assim

baby, baby, eu sei que é assim...
você precisa
você precisa
você precisa...
baby, baby, i love you




eu vou ficar te esperando
fumando mil cigarros
bebendo coca cola
esperando você sair
esperando você chegar...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

e mais algumas palavras positivas...

... na imprensa, nesse finalzinho de ano:

no blog do Dib Carneiro Neto, editor do Caderno 2, do jornal O Estado de São Paulo.

destaque na Ilustrada

com atraso, colamos aqui matéria da Ilustrada nos destacando em nosso último dia em cartaz da temporada 2010:

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

crítica no jornal Folha de São Paulo

São Paulo, sexta-feira, 17 de dezembro de 2010



CRÍTICA DRAMA

Peça traduz o amor com sinceridade e despudor

"Música p/ Cortar os Pulsos" não esquiva tom escandaloso e exagerado

CHRISTIANE RIERA
CRÍTICA DA FOLHA

"Onde começam as histórias de amor? Quantos amantes elas sacrificam para ser contadas? Em que parte da música elas terminam?" São essas questões que preocupam Felipe, Isabela e Ricardo, interpretados pelos atores Kauê Telloli, Mayara Constantino e Victor Mendes, ao revezarem seus relatos sobre os tropeços do amor em microfones com um tom abertamente confessional.
Escrita pelo jovem diretor de cinema e teatro Rafael Gomes, "Música p/ Cortar os Pulsos" é uma peça despretensiosa em que o amor é retratado de maneira escandalosa, como em peça de Domingos de Oliveira, ou exagerada, como em Cazuza.
Trata-se de dez breves cenas batizadas com títulos que remetem às fases de qualquer relacionamento amoroso: os sentimentos, os gestos e disfarces, as tentativas e as surpresas, inclusive os encontros.
O resultado é um texto com o despudor das milhares das canções de amor, com a sinceridade e a inocência que as caracterizam e o desejo desavergonhado de traduzir essa complicada emoção.
Destaque absoluto para o talento de Mayara Constantino, que consegue unir humor e dor, ainda mantendo seu charme e carisma, mesmo em momentos de tristeza. Apesar dessa simpática travessia por um sofrimento tão familiar a todos, inevitável sairmos do espetáculo com ecos do trecho devastador de Roberto Carlos: "Ficaram as canções e você não ficou...".

APCA

essa semana, Música Para Cortar Os Pulsos venceu o prêmio anual da Associação Paulista dos Críticos de Arte como melhor espetáculo jovem de 2010!

estamos felicíssimos e agradecemos muito por todos os parabéns e a todos que fizeram a peça existir, vindo assisti-la.


.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

nós por aí


  • em Nem Pense Em Ir Até Lá, um dos posts mais contundentes e pessoais já feitos sobre a peça (ou, antes, em volta dela...).


.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

um olhar muito especial

Lenise Pinheiro nos fotografou para o Cacilda, blog de teatro do caderno Ilustrada, da Folha de SP.

o olhar muito especial de Lenise sobre nosso espetáculo pode ser visto AQUI.

.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

manifestações de fim de temporada e uma lâmina



  • Razorblade, por Strokes
querida, os seus sentimentos são mais importantes, é claro!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

odeio

veio e não veio quem eu desejaria
se dependesse de mim